Chocolate antes do ultrassom obstétrico. Pode comer ou não?

Chocolate antes do ultrassom. Comer ou não?

Chocolate antes do ultrassom. Comer ou não?

Chocolate antes do ultrassom obstétrico ajuda ou atrapalha o exame?

Consumir chocolate antes do ultrassom,  sem culpa, por uma boa causa, seria maravilhoso! Pois imagino que sempre ouviu dizer que a dica infalível para o bebê mexer no ultrassom, seria consumir um pouco (tem como?) de chocolate nos minutos que antecederem o ultrassom obstétrico.

E é verdade verdadeira!

Quando a gestante está há muitas horas sem se alimentar, o bebê pode apresentar diminuição de sua movimentação. Em alguns exames, como o perfil biofísico fetal e a cardiotocografia, a movimentação fetal é um fator determinante para que a avaliação seja feita de forma adequada. Isso porque quando a criança não se movimenta, pode haver erros de interpretação por parte do médico, levando-o a aferir que o feto não está bem. Muitas vezes o problema é com a mãe, que se encontra em jejum prolongado. É aí que entra o chocolate. Por ser uma fonte rápida de glicose e também conter um certo poder estimulador, o chocolate ajuda a melhorar a movimentação fetal se a causa realmente for o jejum materno.

Chocolate antes do ultrassom

Mas então?

Seria muito bom se o ultrassom servisse apenas para ver o sexo do bebê e também para brincar um pouquinho com o bebezinho que logo vai chegar, fazendo a alegria dos papais ali naquele momento tão emocionante.

Mas na verdade, a ultrassonografia tem como objetivo principal, avaliar a saúde do bebê e também efetuar as medições de tronco, nuca, cabeça, membros. E essas medições tem que ser muitos sutis e delicadas, e quanto mais sossegadinho o feto estiver, mais preciso será o resultado do exame.

A realidade, é que ao consumir chocolate ou qualquer fonte de açúcar, eleva-se o índice glicêmico da mãe e do bebê. Por isso, o feto se agita mais, podendo virar totalmente de posição. Até dar piruetas! Um verdadeiro espetáculo ao vivo (para o deleite dos papais)!

Mas para o profissional que está tentando efetuar o procedimento, nem tanto, já que a agitação dificulta, de uma certa forma, a análise dos resultados.

E como dar aquela ajudinha para o bebê se mexer no ultrassom?

Após tirar as medidas do bebê, se precisar, o profissional que está realizando o ultrassom, pode usar outras técnicas para fazer o bebê se mexer. Como por exemplos, manobras na mãe virando-a de lado, pedir para a mulher tossir, apertar um pouco a barriga, enfim, outras alternativas.

Chocolate é bom demais, mas no dia do ultrassom, talvez tenha que deixá-lo para depois. Converse com o médico que realizará o procedimento

 

Compartilhe essa matéria:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *